Sobre o Quarto

O início, o meio e o futuro.

Introdução

Encontramos diversas formas de realizar nossos sonhos. Como seres humanos, somos expert em fazer isso, principalmente quando estamos engajados na causa. Diariamente lidamos com formas diversas de alcançar o que queremos, através de atividades, pensamentos e ações que geram um resultado que gera outro e assim vai: “Toda a ação gera uma reação, maior ou proporcional”, disse Newton ao falar sobre a relatividade das coisas. A palavra relatividade tem a matriz "rel", de relevante, então nossas ações, decisões e momentos são relevantes.

Diariamente encaramos nossos desafios e nos deparamos com situações felizes e algumas nem tanto assim. Faz parte do processo. Vai chegando o final do dia, os resultados são gerados e enfim retornamos à nossa casa e depois de verificar se tudo está ali, nos recolhemos ao local que nos guarda todos os dias, o quarto, nosso cantinho. É ali que encontramos refúgio das coisas que, talvez, vamos precisar retomar no dia seguinte. As coisas boas sempre ficam.... É no Quarto que encontramos descanso, talvez outra costela, boa conversa e a expressão de todos os sentimentos que precisamos viver, junto de momentos de paz, descanso e reflexão, que nos ajudam a ver e viver o mundo de uma perspectiva, sempre diferente, a cada dia, de preferência para melhor e com uma abordagem encorajadora.

Abaixo, uma definição que encontrei junto de um poema de Antonio Cícero, para ilustrar o pensamento:

"O Quarto é um lugar onde temos o que gostamos de guardar.”

Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la.
Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la.
Em cofre não se guarda coisa alguma.
Em cofre perde-se a coisa à vista.

Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por
admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado.

Guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por
ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela,
isto é, estar por ela ou ser por ela.

Por isso melhor se guarda o vôo de um pássaro
Do que um pássaro sem vôos.

Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se publica,
por isso se declara e declama um poema:
Para guardá-lo:
Para que ele, por sua vez, guarde o que guarda:
Guarde o que quer que guarda um poema:
Por isso o lance do poema:
Por guardar-se o que se quer guardar.

Um pouco de história...

O Quarto de Ideias começou a receber seus primeiros clientes por volta de março de 2014, em um espaço de tempo ideal para ser Criativo, apresentar coisas novas, aproveitar a internet das coisas, por ai, mas acredito que o Quarto começou bem antes, lá onde quando criança e trazia para o Quarto, os pensamentos de dias de descobertas e vivências de um garoto curioso, ou quando adorava preparar tudo para receber amigos da escola, do trabalho, para realizar atividades, passar um tempo, assistir filme, enfim. Ahhhh se o Quarto falasse...

Um notebook, um Criativo, 5m² de espaço, lâmpadas coloridas, uma rede de Jericoacoara, TV e som ambiente, puff, livros, fotos de Rita Lee, Maria Alice Vergueiro, Amy e assim vai, coisinhas para compreender como no mínimo “inusitado” – como certa vez que descreveram, reagiram assim ao Quarto – e, é claro: uma boa cama. Assim que tudo começou de um ponto de vista menos abstrato e mais concreto da ideia.

Falando em concreto, um ano depois fizemos uma expansão e adquirimos por meio de doação a parte da frente, somando lindos 15m² que aí sim, ficou ótimo para receber mais pessoas e expandir o alcance das ideias.

Todo o processo de desenvolvimento do Quarto de Ideias foi muito divergente e convergente, de projetos que nos envolvemos e aprendemos a desenvolvê-los, aos erros e acertos, pessoas, conexões e oportunidades que sempre estiveram juntinhas.

O Quarto é resultado de um monte de gente legal que foi chegando, entrando, sentando e participando das ideias dali, estando ou não fisicamente, mas era o Quarto, é e será sempre que a gente quiser.

Dois anos depois, parece que temos quatorze – se utilizar tempo de cachorro. Vivemos muita coisa. Esse intervalo de tempo e experiência nos deu a capacidade de acreditar no que fazemos, dizemos e nos dispomos a realizar. O bom nisso tudo é que utilizamos Design Thinking para isso.

O que fica no Quarto

Veja um pouco do muito que fica no Quarto.

Diversidade

Conhecer o desconhecido

É natural do ser humano rejeitar – em primeiro momento – o que não é parecido ou igual a si mesmo, principalmente se for muito diferente. E para muitos, é difícil lidar com isso por desentenderem diretamente de autoconhecimento.

Inspiração

Uma vida criativa com música e café no Quarto

A rotina de um Criativo é composta de muitos métodos, recursos, sentimentos e coisas que, dentre elas, o café e a música ganham um espaço significativo.

Inspiração

Boas raízes em 2018

Uma planta verde, símbolo de fertilidade, paz, fibra e resultados, o Bambu Chinês é um exemplo que devemos tomar para a vida, compreendendo a importância da paciência, fé e persistência em nossa busca por resultados, acreditando que dedicação é a base para crescermos fortes e vislumbrarmos do alto as mais lindas “coisas da criação”.